Vila de Rei assinala “Mês da Prevenção dos Maus Tratos na Infância e Juventude”

cpcj

O Município de Vila de Rei e a Comissão de Proteção de Crianças e Jovens (CPCJ) de Vila de Rei assinalam, ao longo do mês de abril, o “Mês Internacional da Prevenção dos Maus Tratos na Infância e Juventude”.

Vila de Rei junta-se desta forma à campanha Laço Azul através da divulgação de cartazes e panfletos juntos da população, consciencializando a população para a importância da prevenção dos maus tratos na infância e do fortalecimento das famílias, no sentido de uma parentalidade positiva e ainda do fundamental envolvimento comunitário.

O mês de abril como “Mês da Prevenção dos Maus Tratos na Infância e Juventude” assinala-se nos Estados Unidos desde 1983 e em diversos países europeus desde o início deste século, com o objetivo de alertar para a prevenção dos maus tratos a que muitas crianças e jovens são ainda hoje sujeitos.

Vila de Rei: novo Lagar apresenta números bastante positivos na sua primeira campanha

lagar

Inaugurado a 19 de setembro de 2015, o novo Lagar de Vila de Rei esteve em laboração na sua primeira campanha entre 27 de outubro e 17 de dezembro de 2015.

Durante este período, mais de 822 toneladas de azeitona foram transformadas em 105.169 litros de azeite.

Para além de possibilitar que os produtores Vilarregenses possam transformar a sua azeitona sem a necessidade de a transportar para outros Municípios, o Lagar de Vila de Rei conseguiu ainda atrair um número assinalável de produtores dos Concelhos limítrofes, que representam um total de cerca de 40% dos utilizadores do Lagar.

O relatório da primeira campanha do Lagar, apresentado na reunião ordinária do executivo a 18 de abril, mostram que as receitas obtidas ascendem a 62.974,84€ (entre serviço de moagem, venda de bagaço e venda de garrafões), perante despesas correntes de 29.639,14€ (despesas com pessoal, energia, telecomunicações, alarme e videovigilância, materiais diversos, entre outros). As receitas e despesas correntes resultam assim num saldo positivo de 32.758,71€.

Perante o investimento de 502.979,84€ na construção, arranjos exteriores e aquisição de maquinaria diversa para o Lagar, comparticipado em 171.042,35€ através de uma candidatura ao Programa de Desenvolvimento Rural 2014-2020, o Município de Vila de Rei espera rentabilizar o investimento através das receitas geradas anualmente, com retorno no prazo máximo de 10 anos.

Ricardo Aires, Presidente da Autarquia Vilarregense, adianta que “o novo Lagar de Vila de Rei apresentou, nesta sua primeira campanha, números que suplantaram as nossas expectativas iniciais, tendo o investimento feito na construção e na aquisição de equipamentos modernos e ecológicos dado frutos logo no ano de abertura.

Esperamos que o sucesso desta campanha venha também incentivar os produtores locais a tirarem o máximo proveito dos seus terrenos agrícolas, nomeadamente com a produção da oliveira e do medronheiro, cujos terrenos apresentam, no nosso Concelho, as condições ideias para o seu desenvolvimento.”

Município de Vila de Rei aprova regulamento de apoio à recuperação de casas degradadas

casas degradadas

O Município de Vila de Rei aprovou por unanimidade, em reunião ordinária do executivo realizada a 18 de abril, um novo projeto de regulamento para apoio à recuperação de edificações degradadas.

A medida surge na sequência da existência de um número significativo de casas/edifícios degradados (muitos deles desabitados) nas zonas urbanas antigas e em zonas de características rurais do Concelho, bem como o facto de estes prédios não oferecerem muitas vezes as condições desejáveis de habitabilidade aos seus moradores e ainda contribuírem para a desvalorização do aspeto geral do Concelho.

No âmbito deste novo regulamento, os apoios poderão ser de 50% no fornecimento de areia (20% para não-residentes no Concelho), 50% do fornecimento de tinta para o exterior das fachadas e muros confinantes com a via pública (20% para não-residentes no Concelho), redução de 50% na taxa de execução dos ramais de ligação ás redes públicas de águas e esgotos (20% para não-residentes no Concelho) e redução de 50% nas taxas de Urbanismo (20% para não-residentes no Concelho).

Os agregados familiares com baixos rendimentos anuais brutos poderão ainda juntar a estes apoios um fornecimento de 40% em telhas e cimento (25% para não-residentes).

O novo regulamento estende também este apoio para todo o território municipal, ao contrário do regulamento previamente em vigor, que abrangia apenas os núcleos históricos das sedes de Freguesia.

O Presidente do Município de Vila de Rei, Ricardo Aires, adianta que “com este novo regulamento, a Câmara Municipal pretende disponibilizar os meios necessários para que os proprietários de habitações degradadas em todo o Concelho possam proceder à realização de obras de conservação, beneficiação e reparação das suas edificações.”

A proposta de regulamento aprovada vai agora ser alvo de discussão pública, entrando em vigor após aprovação por parte da Assembleia Municipal.

Regulamento

Vila de Rei: Executivo aprova redução da Taxa de IMI atendendo ao número de dependentes

imi3

O executivo municipal de Vila de Rei aprovou por unanimidade, na sua reunião ordinária de 18 de abril, uma redução da taxa de IMI, consoante o número de dependentes na família.

A medida prevê a redução desta taxa, nos casos de imóveis destinados a habitação própria e permanente, coincidente com o domicílio fiscal do proprietário, atendendo ao número de dependentes.

A dedução fixa do valor será assim de 20€ para famílias com um dependente a cargo, 40€ para dois dependentes e 70€ para três ou mais dependentes.

Ricardo Aires, Presidente da Autarquia de Vila de Rei, adianta que “esta medida enquadra-se na aposta do Município de apoio à família e combate à desertificação, assumindo-se e reconhecendo-se que só com as pessoas será possível potenciar o desenvolvimento socioeconómico da nossa região.”

A redução da taxa de IMI seguirá agora para aprovação na Assembleia Municipal, devendo depois ser remetida à Direção-Geral dos Impostos.

Vilarregense F.C. termina época no segundo lugar do Grupo C da Liga Inatel

vfc final

O Vilarregense F.C. terminou, no passado domingo, 17 de abril, a sua participação na Liga Inatel Santarém, época 2015/2016.

Numa primeira fase do Campeonato, o Vilarregense F.C. terminou na terceira posição do Grupo B, entre sete equipas, com um total de 20 pontos.

Na segunda fase, inserido no Grupo C da Série 2, o Vilarregense alcançou a segunda posição, entre quatro equipas, com um total de 8 pontos.

A equipa de Vila de Rei teve igualmente uma boa participação na Taça Amizade – Inatel, onde atingiu as meias finais da competição. Para alcançar essa fase, o Vilarregense F.C. bateu as equipas da A.C.R. Marianos e Murta, de Almeirim, por 3-0, da U.D. Rossiense, de Abrantes, por 3-2 e o C.S.C.D. Envendos, de Mação por 2-1. A campanha na Taça acabou por terminar no reduto do G.D. Seiça, de Ourém, com uma derrota por 1-0.

O Vilarregense F.C. vai agora começar a preparar a época 2016/2017, com mais uma participação na Liga Inatel – Santarém.

GALERIA DE FOTOS

Vila de Rei recebeu Rali A.C. Tomar Histórico

rali final

Vila de Rei recebeu, no dia 16 de abril, a passagem do Rali A.C. Tomar Histórico – Rota do Centro, numa iniciativa organizada pela Federação Portuguesa de Automobilismo e Karting e pelo Automóvel Clube de Tomar, com o apoio do Município de Vila de Rei.

Com início e fim no Concelho de Tomar, a prova passou pelas aldeias de Vilar do Ruivo, Zaboeira, Trutas e Milreu, contando ainda com uma Super Especial em Vila de Rei, entre a Escola Fixa de Trânsito e o antigo Lavadouro Público.

O Rali AC Tomar é uma prova de regularidade que pontua para o Campeonato Nacional de Ralis de Regularidade, contando, nesta edição, com mais de meia centena de participantes.

rali final2

cpcj Espaço M  prot civil2 logoPinhalMaior
 GCA Signatories Label 320x150 Logo-Turismo  LogoMT  Logo ePortugal

Esta página requer cookies para o seu bom funcionamento. Para mais informações consulte a politica de privacidade. Politica de privacidade .

Aceitar utilização de cookies
Politica de cookies