Rancho Folclórico da Fundada

00000001

O Rancho Folclórico da Fundada iniciou as suas atividades no ano de 1985.

Organizado por um grupo de jovens que se dedicavam ao teatro, resolveram lançar mãos a um trabalho de recolha de danças e cantares junto dos idosos da sua terra, este rancho começou por divulgar o seu folclore em vários festejos de Verão na área do Concelho de que faz parte (Vila de Rei) e em concelhos limítrofes.
Essa divulgação foi sendo alargada às mais diversas regiões do País, desde o Minho e Trás-os-Montes até ao Algarve, passando pelas Beiras, Ribatejo e Estremadura, tendo participado em vários Encontros e Festivais de Folclore, e divulgando as referidas danças e cantares junto de diversas Entidades Oficiais em representação do Municipio de Vila de Rei.
Está inserido na Zona do Pinhal Interior Sul e Região de Turismo dos Templários (Floresta Central e Albufeiras) e é membro da Associação de Defesa do Folclore da mesma região.
Representa o folclore da Beira-Baixa com algumas influências do Ribatejo e Alto Alentejo devido a deslocações sazonais para trabalhos agrícolas nessas regiões.
Os seus trajes representam a maneira de vestir das gentes humildes do campo nos fins do século XIX, princípios do século XX, sendo alguns trajes de trabalho ou semaneiros, e outros, trajes domingueiros.
Devido a várias dificuldades foi fundado apenas em 19-04-1991 e com mais essa etapa vencida, renovado foi o interesse em aperfeiçoar todo o trabalho de recolha etnográfica.
Com todos os obstáculos inerentes aos pequenos meios, como é a freguesia da Fundada, os seus elementos continuam empenhados no aperfeiçoamento de todo este trabalho, sempre numa linha da mais fiel representação da vivência dos seus antepassados.

 

CONTACTO:

Luís Laranjeira – 914 077 384

Entrevista

ENTREVISTA AO PRESIDENTE DA ASSOCIAÇÃO NO BOLETIM INFORMATIVO DE VILA DE REI N.º 59 (DEZEMBRO DE 2008)

Rancho Folclorico Fundada

Quando foi fundada a associação e quais os seus objectivos?

R: O Rancho Folclórico da Fundada iniciou as suas actividades no ano de 1985, tendo sido legalmente constituído como associação, apenas a 19 de Abril de 1991. O seu principal objectivo é a recolha de danças e cantares da região, na nossa terra, usos costumes e tradições e sua preservação e divulgação.

Quais os apoios que a associação tem recebido?

R: Normalmente, quando se fala em apoios surge logo a ideia do apoio financeiro, sem o qual seria muito difícil desenvolver as nossas actividades, e nesse campo temos contado com subsídios da parte das nossas autarquias (nomeadamente a Câmara Municipal de Vila de Rei e a Junta de Freguesia da Fundada). Também já recebemos apoio financeiro da parte do Governo Civil de Castelo Branco e alguns donativos de particulares. Para além deste, contamos ainda com a cedência gratuita de transporte por parte do Município para as digressões do Rancho pelo país e oferta do Salão Paroquial por parte da Paróquia de Santa Margarida para ser a sede do Rancho. Também não podemos deixar de referir o apoio incondicional da maioria dos Fundadenses, no incentivo a todas as actividades, principalmente o acolhimento dos idosos para o trabalho de recolha das danças e cantares e o apoio de todos os familiares dos elementos do Rancho.

Quais as acções já implementadas ou que pretende implementar e gostaria de salientar?

R: Temos vindo a desenvolver uma actividade contínua ao nível da divulgação do folclore da nossa terra, levando as danças e cantares da nossa gente até às mais diversas regiões do País, desde o Minho e Trás-os-Montes até ao Algarve, passando pelo Douro, Beiras, Ribatejo e Estremadura, tendo participado em vários Encontros e Festivais de Folclore, bem como outros eventos em que representamos o nosso Município junto de Entidades Oficiais.

Salientamos também a organização do nosso Encontro de Folclore, integrado nos festejos anuais em honra da nossa padroeira, Santa Margarida, e que já vai na sua XIV edição.

Paralelamente, continuamos com o trabalho de recolha junto dos idosos.

Quais são os projectos para o futuro?

R: Continuar com todo este trabalho de recolha e divulgação do folclore sempre numa linha da mais fiel representação das vivências dos nossos antepassados; fomentar o gosto dos jovens por estas actividades e apoiar o interesse dos adolescentes na aprendizagem das mesmas; incutir nos casais jovens, a residir na área da freguesia, a percepção de que eles são um ponto-chave para o futuro do Rancho Folclórico. Alguns destes fizeram parte do grupo enquanto jovens e a sua estabilidade provocaria também a segurança e estabilidade do Rancho em termos de meios humanos, o qual é neste momento um dos problemas que mais o afecta e que mais nos preocupa.

Ass. Luís Laranjeira

Esta página requer cookies para o seu bom funcionamento. Para mais informações consulte a politica de privacidade. Politica de privacidade .

Aceitar utilização de cookies
Politica de cookies