CIM do Médio Tejo toma posição e manifesta a sua solidariedade pelos Municípios de Mação, Sertã e Vila de Rei

cimt

O Conselho Intermunicipal da CIM do Médio Tejo deliberou hoje, por unanimidade, manifestar a total solidariedade para com os Municípios de Mação, Sertã e Vila de Rei, que foram assolados, brutalmente, pelos incêndios do passado fim de semana.
A CIM do Médio Tejo realça que este "fenómeno" assume um caráter excecional dado que do ponto de vista ambiental existem hoje concelhos no Médio Tejo com a quase totalidade de área florestal ardida, o que tem de merecer a atenção e a tomada de decisão conforme a excecionalidade referida.
A CIM do Médio Tejo considera fundamental a criação de mecanismos excecionais de forma a minorar os terríveis impactos de todo este flagelo, não descurando o necessário apoio a particulares, a infraestruturas e demais agentes locais afetados pelos incêndios.
Para a CIM do Médio Tejo é crucial que existam ações que impliquem a conjugação de esforços entre as diversas entidades públicas (centrais e locais), que promovam uma inversão do atual quadro e o desenvolvimento destes territórios do interior, que têm sido fustigados constantemente com os incêndios florestais.
Recorda a CIM do Médio Tejo que estes incêndios potenciam a desertificação populacional e o desinvestimento nestes territórios unanimemente considerados prioritários.

Vilarregense FC organiza aula aberta de Yoga

yoga feqm

O Vilarregense FC vai organizar uma aula aberta de Yoga no dia 4 de agosto, numa iniciativa inserida na programação desportiva da XXX Feira de Enchidos, Queijo e Mel.

A aula é gratuita e aberta a toda a população interessada, tendo lugar no Jardim da Nª. Sra. Da Guia, com início marcado para as 18h45. Os participantes deverão vir munidos de tapete de yoga ou toalha de praia.

A prática de Yoga traz diversos benefícios aos seus praticantes, como a diminuição do stress e ansiedade, promove do condicionamento físico, facilita o processo de emagrecimento, alivia as dores corporais, auxilia no controlo da pressão e dos batimentos cardíacos e melhora o sono.

Museus de Vila de Rei com novo horário de funcionamento a partir de 27 de julho

museu geo

Os Museus de Vila de Rei – Museu da Geodesia, Museu Municipal e Museu do Fogo e da Resina – entram, já a partir de sábado, 27 de julho, em horário de Verão, com alterações no tempo de abertura ao público até ao dia 21 de setembro.

O Museu Municipal e o Museu do Fogo e da Resina funcionam de quarta-feira a domingo, agora entre as 10h00 e as 13h00 e entre as 14h00 e as 18h00. O Museu da Geodesia passa a funcionar todos os dias, incluindo fins-de-semana e feriados, igualmente das 10h00 às 13h00 e das 14h00 às 18h00.

Com esta alteração de horários, o Município vai assim de encontro às pretensões dos visitantes, que acabam por ter uma maior disponibilidade temporal pela tarde para visitar estes polos culturais Vilarregenses.

Praia Fluvial do Penedo Furado: acesso melhorado aos Passadiços e Balneários

acesso passadicos

O Município de Vila de Rei procedeu recentemente a trabalhos de beneficiação no acesso entre a Praia Fluvial do Penedo Furado e o início dos Passadiços, bem como entre a zona de estacionamento e os balneários/WCs.

Desta forma, foi implementado um pavimento em tout venant compactado, criando melhores condições de acesso a pessoas com mobilidade reduzida, cadeiras de rodas ou carrinhos de bebé.

Inaugurados em março deste ano, os Passadiços do Penedo Furado tornaram-se rapidamente num dos locais mais visitados do Concelho. Percorrem uma distância de 532 metros lineares, que liga a Praia Fluvial à zona das quedas de água.

Vila de Rei: Obras já concluídas nas ETARs de Milreu e Carrascal

etar milreu19

Os trabalhos de reabilitação na Estação de Tratamento de Águas Residuais (ETAR) de Milreu e Carrascal encontram-se já terminadas, após meses de obras de beneficiação.

Após os respetivos Concursos Públicos, a obra da ETAR do Milreu foi adjudicada à empresa Ambiágua – Gestão de Equipamentos de Água S.A. pelo valor de 179.493,29€ + IVA, enquanto que os trabalhos na ETAR do Carrascal ficaram a cargo da Sotecnisol, SA e Américo Rodrigues Rolo por 81.706,90€ + IVA.

Os trabalhos realizados permitem que as Estações possam dar continuidade ao tratamento das águas residuais, de forma a que as mesmas funcionem de forma eficaz e continuem, desse modo, a garantir a boa qualidade ambiental dos ecossistemas naturais.

Ricardo Aires, Presidente da Autarquia Vilarregense, destaca que “com este investimento realizado pelo Município, as ETARs do nosso Concelho encontram-se requalificadas, após muitos anos de funcionamento, e poderão continuar a funcionar eficazmente e a garantir a qualidade ambiental necessária.”

etar carrascal

Dois anos depois, Concelho de Vila de Rei volta a ser devastado pelas chamas

incedio19

O Concelho de Vila de Rei voltou a viver um verdadeiro inferno, apenas dois anos depois dos incêndios que devastaram mais de 50% do Concelho.

Durante três dias, de 20 a 22 de julho, foram várias as aldeias e as pessoas que viram o seu património florestal, bens agrícolas e bens pessoais a serem destruídos pela força das chamas.

O Município de Vila de Rei esteve, desde a primeira hora, junto das populações afetadas, prestando todo o auxílio que conseguiu. Os nossos serviços sociais estiveram desde logo no terreno e continuam, ainda hoje, a apoiar todos as pessoas que necessitem destes serviços.

Encontram-se igualmente no terreno equipas a realizar o levantamento de todos os prejuízos causados pelo incêndio, de forma a que estes possam ser fornecidos ao Governo Central e que se possa tentar minimizar, com os devidos apoios, os danos causados.

Apesar do Plano Municipal de Emergência ter sido ativado, temos, na nossa opinião, que realçar e denunciar a falta de meios técnicos e humanos nas primeiras horas do incêndio, que contribuiu para o alastrar das chamas e para que o fogo se tornasse incontrolável durante demasiado tempo.

O Município de Vila de Rei vem ainda dar uma palavra de agradecimento a todos os munícipes que, com a devida limpeza dos seus terrenos, contribuíram para que esta catástrofe não tivesse atingido consequências ainda mais desastrosas. A importância do cumprimento destas normas de limpeza ficou comprovada neste incêndio.

O Presidente do Município de Vila de Rei, Ricardo Aires, afirma que “uma vez mais, vimos grande parte da nossa riqueza ser destruída pelas chamas. Ainda não completamente recuperados da catástrofe sofrida há dois anos, os Vilarregenses viram a sua capacidade de sofrimento a voltar a ser posta à prova. Em 1986, em 2003, em 2017 e agora em 2019… são vezes demasiadas. Mas acredito e tenho esperança que os Vilarregenses vão conseguir, uma vez mais, dar a volta por cima e mostrar a garra, a força e a coragem que nos caracteriza. Vamos, seguramente, voltar a reerguermo-nos!

Quero deixar uma palavra muito especial de agradecimento a todos os homens e mulheres envolvidos neste combate desigual contra a força das chamas: Bombeiros, militares da GNR, militares das Forças Armadas, Serviço de Sapadores Florestais, demais forças da Proteção Civil, funcionários da Câmara Municipal, Juntas de Freguesia, CLDS e aos muitos e muitos populares que colocaram em risco as suas próprias vidas para proteger aquilo que, muitas das vezes, nem era seu.”

cpcj banco voluntariado  prot civil2 logoPinhalMaior

Esta página requer cookies para o seu bom funcionamento. Para mais informações consulte a politica de privacidade. Politica de privacidade .

Aceitar utilização de cookies
Politica de cookies