“12º Passeio das Bonitas” percorreu o Concelho de Vila de Rei

passeio bonitas19

A Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Vila de Rei, com o apoio do Município de Vila de Rei e das Juntas de Freguesia de Vila de Rei e Fundada, organizou, no dia 20 de abril, a décima segunda edição do “Passeio das Bonitas – Chapas Amarelas”.

A iniciativa reuniu 124 motas e 138 participantes, numa manhã de agradável convívio com um passeio que percorreu diversos pontos do Concelho Vilarregense.

XVI Maio a Cantar chega no dia 4 de maio

maio cantar19

A Associação ‘A Bela Serrana’, com o apoio do Município de Vila de Rei, organiza, no próximo dia 4 de maio, a décima sexta edição do “Maio a Cantar”, numa iniciativa que terá lugar no Auditório Municipal.

O “XVI Maio a Cantar” tem início marcado para as 21h00 e vai contar com a presença do Grupo de Cantares 9 Ritmo’s, Grupo de Cantares de Sousel e com os anfitriões, Grupo de Cantares ‘A Bela Serrana’.

Entrada livre. Não falte!

ACDR Borda da Ribeira, Louriceira e Marmoural organiza primeiro ‘Tri’vento’

trivento

A ACDR Borda da Ribeira, Louriceira e Marmoural, com o apoio do Município de Vila de Rei, organiza, no dia 12 de maio, a primeira edição do ‘Tri’vento’, com três atividades distintas abertas à população.

O programa do evento contempla um Passeio Pedestre pela Rota do Bostelim (09h00), um Passeio de Cicloturismo (09h15), com 40 km, e um Passeio Chapas Amarelas (09h30), com cerca de 70 km.

A concentração para as atividades está marcada para as 08h15, no Recinto de Festas de Borda da Ribeira.

Inscrições e mais informações para o 939 413 474 ou 911 136 246.

7 Maravilhas – Doces de Portugal: “Pudim de Vila de Rei” e “Mel de Vila de Rei” apurados para as eliminatórias distritais

maravilhas doces

A organização do concurso “7 Maravilhas – Doces de Portugal” deu já a conhecer os 420 doces nacionais apurados, de entre 907 candidaturas, para as eliminatórias distritais. O “Pudim de Vila de Rei” e o tradicional “Mel de Vila de Rei” estão entre os doces selecionados.

De entre as 420 candidaturas apuradas, 21 pertencem ao distrito de Castelo Branco. Um painel de júris e especialistas vai agora reduzir a lista a sete doces por distrito e região autónoma, chegando assim à lista de 140 doces pré-finalistas que poderão depois ser votados pelo público.

O Município de Vila de Rei apresentou três candidaturas de doces ao concurso, com o “Pão-de-Ló da Edite” a juntar-se aos dois já acima mencionados. Os três passaram a primeira fase do concurso, com dois deles a seguirem agora para as eliminatórias distritais.

O “Pudim de Vila de Rei” concorre na categoria de “Doce de Colher e Doce à Fatia”, enquanto que o “Mel de Vila de Rei” faz parte da categoria “Doces de Fruta e Mel”.

O Pudim de Vila de Rei é um doce característico do Concelho de Vila de Rei, criado através de utilização de produtos endógenos da região centro e do próprio Concelho. Utiliza referências locais como o mel, o licor de medronho ou o azeite, acompanhados na sua decoração por flor de laranjeira, tangerineira ou pétalas de rosa.

Mel de urze, com sabor forte, ligeiramente acidulado e de consistência densa, o Mel de Vila de Rei é um dos produtos endógenos do Concelho mais procurado por habitantes e turistas.

Apresenta um tom muito escuro e ambreado, aroma e sabor marcantes, com ligeira adstringência, própria do néctar de urze. De entre as vantagens do seu consumo realçam-se as características anti-inflamatórias e antioxidantes.

Dá nome ao principal certame do Concelho, a Feira de Enchidos, Queijo e Mel, que recebe anualmente milhares de pessoas que procuram propositadamente estes produtos.

Ricardo Aires, Presidente do Município Vilarregense, destaca que “a Gastronomia é, também ela, um dos pontos fortes do nosso Concelho. Os doces Vilarregenses apurados para a próxima fase deste concurso fazem parte deste nosso riquíssimo património gastronómico e, com esta seleção, ganham uma nova projeção e podem dar-se a conhecer a um maior número de pessoas.”

Revista luso-francesa JG Magazine com reportagem especial sobre Vila de Rei

revista franca

A publicação luso-francesa JG Magazine inclui, na sua mais recente edição, uma reportagem especial de 11 páginas sobre o Concelho de Vila de Rei, onde destaca os seus principais pontos turísticos, culturais e gastronómicos.

A reportagem, realizada nas línguas portuguesa e francesa, inclui ainda uma entrevista com o Presidente do Município de Vila de Rei, Ricardo Aires, que salienta que “Em termos turísticos, a natureza é um ex-libris do nosso Concelho. (…) Temos a Albufeira de Castelo de Bode, com cerca de 40 km de água, por isso, um eselho de água de grandes dimensões para desportos náuticos. Temos muitos percursos pedestres que são cada vez mais procurados. (…) Estamos a fazer tudo para que o turismo seja uma área fulcral para Vila de Rei e para a criação de emprego.”

Bacalhau e Azeite preencheram os pratos em novo sucesso do seu 12º Festival Gastronómico

fg bacalhau19

A semana que antecede as comemorações da Páscoa em Vila de Rei voltou a ser marcada pelo sucesso de mais uma edição do Festival Gastronómico do Bacalhau e do Azeite.

O evento, organizado pelo Município de Vila de Rei, teve lugar de 6 a 14 de abril em nove restaurantes aderentes (Cantinho da Sorte – Fundada, Churrasqueira Central – Vila de Rei, Hotel Vila de Rei – Vila de Rei, O Cobra – Vila de Rei, O Eléctrico – Relva, Tasquinha da Vila – Vila de Rei, Toca do Coelho – Estevais, Vila Pizza – Vila de Rei e Zaboeira Restaurante - Zaboeira), preenchendo as ementas com deliciosos pratos onde o bacalhau e o azeite eram os ingredientes principais.

A qualidade dos pratos e dos estabelecimentos de restauração voltaram a ser alvo de muitos elogios por parte das centenas de clientes que aderiram a este Festival, naquele que é já uma referência gastronómica desta época do ano.

O Vice-Presidente da Câmara Municipal de Vila de Rei, Paulo César Luís, afirmou que “a 12ª edição do Festival Gastronómico do Bacalhau e do Azeite voltou a colocar em grande destaque a gastronomia tradicional do Concelho de Vila de Rei. Como tem vindo a ser hábito, os nossos restaurantes voltaram a ser bastante procurados e os muitos clientes que os visitaram saíram certamente satisfeitos com a qualidade que lhes foi apresentada.”

cpcj banco voluntariado  prot civil2 logoPinhalMaior

Esta página requer cookies para o seu bom funcionamento. Para mais informações consulte a politica de privacidade. Politica de privacidade .

Aceitar utilização de cookies
Politica de cookies