“Um Olhar” em exposição na Biblioteca Municipal

expo olhar2

A Biblioteca Municipal José Cardoso Pires vai receber, 22 de fevereiro a 24 de março, a Exposição de Pintura “Um Olhar”, de Luís Santos.

Expostos no hall da Biblioteca Municipal estarão mais de uma dezena de trabalhos do artista.

Os interessados poderão visitar a exposição “Um Olhar” de segunda a sexta-feira, das 10h00 às 18h30, e aos sábados, das 15h00 às 18h00.

Vila de Rei: Escola Básica e Secundária do Centro de Portugal em videoconferência com escola do Kosovo

ebi videoconferencia

No passado dia 10 de fevereiro de 2016, o Kosovo Tactical Reserve Battalion (KTM), com a presença do Comandante, TCor Inf Cavacas Macieira e elementos do seu estado-maior, juntou virtualmente a Escola Básica e Secundária do Centro de Portugal e o International Learning Group, do Kosovo.

Esta ideia foi sendo edificada desde a fase de aprontamento do 2ºBatalhão de Infantaria Mecanizado (2ºBIMec), onde durante o exercício final “PRISTINA 15”, os militares do 2ºBIMec promoveram diversas atividades para as crianças da Escola Básica Integrada do Centro de Portugal, sedeada em Vila de Rei. Uma das atividades, que contou com a aceitação imediata e com o apoio incondicional da Diretora Margarida Guimarães, visava o intercâmbio com as crianças de uma escola no Kosovo.

Nesse sentido, as crianças Vilarregenses tomaram a iniciativa de criar mensagens e desenhos que serviram de ponto de partida para este intercâmbio.

Após a análise realizada pelos militares já em terreno Kosovar, foi possível identificar oInternational Learning Group, na pessoa da Diretora Erica Meadows que mostrou de imediato a sua disponibilidade e interesse em colaborar na concretização de uma videoconferência com a escola de Vila de Rei.

As palavras da Diretora Margarida Guimarães “saímos com a alma cheia de felicidade por fazermos parte de um momento único”, e igualmente da Diretora Erica Meadows “it’s the first time…and why not to be continued…”, vêm confirmar o sucesso da ação e que o objetivo da atividade foi plenamente alcançado.

 

Fonte: Exército Português

Vila de Rei: Festival Gastronómico do Bacalhau regressa em março

fg bacalhau

O Festival Gastronómico do Bacalhau e do Azeite está de regresso aos restaurantes Vilarregenses de 12 a 20 de março.

Os melhores pratos confecionados com estes ingredientes voltam assim a ser novamente as figuras de destaque das ementas Vilarregenses durante a semana que antecede as celebrações da Páscoa.

Organizado pela Câmara Municipal de Vila de Rei, a nona edição do evento vai contar com a participação de sete restaurantes do Concelho – Albergaria D. Dinis – Vila de Rei, Churrasqueira Central – Vila de Rei, Fifty-Fifty – Vila de Rei, O Cobra – Vila de Rei, O Eléctrico – Relva, O Paraíso do Zêzere – Zaboeira e Tasquinha da Vila – Vila de Rei.

O Vice-Presidente da Autarquia de Vila de Rei, Paulo César Luís, afirma que “ao longo das últimas edições, os restaurantes Vilarregenses aderentes ao Festival Gastronómico do Bacalhau e do Azeite têm conseguido atrair centenas de visitantes e comprovado a sua elevada qualidade. Através da organização dos nossos Festivais Gastronómicos, temos conseguindo valorizar e divulgar o rico património gastronómico Vilarregense e, com esta nova edição deste Festival, esperamos proporcionar mais ‘casas cheias’ aos nossos estabelecimentos de restauração.”

De 12 a 20 de março, não deixe de participar no 9º Festival Gastronómico do Bacalhau e do Azeite e delicie-se com o melhor da gastronomia de Vila de Rei.

Fundada recebeu edição de “Os Quintais nas Praças do Pinhal”

quintais fevereiro final

A freguesia da Fundada recebeu, ao longo do dia 14 de fevereiro, a 40ª edição da iniciativa “Os Quintais nas Praças do Pinhal”, reunindo 40 expositores e centenas de visitantes ao longo do dia.

Organizado pela Pinhal Maior, com o apoio dos Municípios de Mação, Oleiros, Proença-a-Nova, Sertã e Vila de Rei, o evento pretende oferecer aos pequenos produtores da região a possibilidade de comercializarem os seus excedentes agrícolas em mercadores periódicos realizados nos cinco Concelhos pertencentes à Pinhal Maior.

A oitava edição da iniciativa realizada em Vila de Rei decorreu no espaço do Pavilhão Desportivo da Fundada, onde, paralelamente, decorreu, pela tarde, a primeira edição do evento “Folclore no Centro”.

O Presidente da Câmara Municipal de Vila de Rei, Ricardo Aires, esteve presente nesta nova edição e voltou a adiantar que “a dinamização do comércio local, permitindo aos produtores da zona centro do País comercializar os seus excedentes agrícolas, é um dos principais objetivos deste certame e voltou a ser atingido nesta edição na Fundada. Os visitantes que marcam presença na iniciativa saem também satisfeitos com a oportunidade de adquirir produtos frescos e biológicos de grande qualidade."

Vila de Rei inaugura serviço de Videoconferência para diligências judiciais

videoconferencia

O sistema de videoconferência que vai permitir que os cidadãos não tenham de se deslocar aos tribunais em situações em que sejam testemunhas, foi inaugurado esta sexta-feira, dia 12.

Entrou em funcionamento o sistema de videoconferência, instalado no Julgado de Paz de Vila de Rei, que vai permitir aos cidadãos do concelho que não tenham de se deslocar aos tribunais para diligências judiciais, como por exemplo, serem ouvidos como testemunhas em processos.

Este sistema de videoconferência representou um investimento camarário de 5 mil euros, na aquisição do equipamento, que, segundo Ricardo Aires, presidente da Câmara Municipal de Vila de Rei, “é um investimento ganho porque estamos a dar à nossa população para ficarem, mais uma vez, com benefícios na sua carteira visto que não vão ter que despender dinheiro para ir a uma instância”.

Para Ricardo Aires, o principal beneficio deste sistema “é que, em vez de as pessoas terem de se deslocar aos tribunais onde são chamados, isso não será mais necessário, bastando para isso fazer, em primeiro lugar, um requerimento a solicitar a videoconferência, o juiz dará permissão e seguidamente virá a este local fazer a videoconferência ao tribunal a que foi chamado e assim já não tem de gastar dinheiro em combustível e, no caso da pessoa idosa, tinha de ir pelos meios públicos que neste momento são escassos em Vila de Rei”.

Na cerimónia de inauguração, esteve presente o Juiz Presidente do Tribunal Judicial da Comarca de Castelo Branco, José Avelino Gonçalves, entre outras individualidades do sistema judicial distrital e nacional, que, na ocasião, explicou que este sistema de videoconferência “vai funcionar para casos, como quando alguém precisa de ser ouvido por um juiz de Faro, por exemplo, há um procedimento que permite dizer ao juiz que mora longe, que não tem transporte e se o juiz diferiu a videoconferência, a pessoa é ouvida através deste sistema, na sua terra, em vez de ir para Faro. E esta é a grande vantagem, porque não há transportes públicos compatíveis com os serviços judiciais”.

“Qualquer diligência judicial pode ser utilizada com este sistema, até ao nível do Ministério Público, em certos casos, também se pode usar, suponhamos que há uma pessoa aqui que precise de aconselhamento jurídico junto do Ministério Público, coloca o problema que tem e o magistrado aconselha”, exemplificou o Juiz Presidente do Tribunal Judicial da Comarca de Castelo Branco, José Avelino Gonçalves.

Para este responsável, a única desvantagem da videoconferência “é o fator presencial, é a perceção da prova, ou seja, um juiz que esteja a ouvir uma testemunha ali sentada, presencialmente, apercebe-se mais facilmente quando, e se for caso disso, está a mentir e o confronto com os documentos”.

Durante a visita à sala onde está instalado o sistema de videoconferência, no Julgado de Paz de Vila de Rei, situado no edifício dos Paços do Concelho, José Avelino Gonçalves salientou que o sistema de Vila de Rei “é bom, é melhor que o sistema que está nos tribunais, com um ecrã destes mais facilmente se mostra um documento”.

Vila de Rei é o segundo município pertencente à Comarca de Castelo Branco a receber o sistema de videoconferência, depois de Proença-a-Nova, sendo que, através deste novo serviço público, os cidadãos deixam de ter necessidade de se deslocarem para os tribunais de Castelo Branco, Fundão, ou qualquer outro no país.

Segundo explicou Ricardo Aires, “quando houver uma videoconferência, haverá sempre um funcionário judicial a prestar apoio, que deverá vir da Sertã”.

O presidente do Tribunal da Relação de Coimbra, António Isaías de Pádua, também esteve presente na cerimónia de inauguração e enalteceu a iniciativa, dirigindo-se a este projeto da videoconferência com uma frase de Fernando Pessoa: “Deus quer, o Homem sonha, a obra nasce”.

No seu discurso, este responsável salientou as assimetrias que se criaram no país desde a entrada em vigor do novo sistema judiciário, reforçando as dificuldades de acesso à justiça que se criaram aos cidadãos do interior. “Este sistema de videoconferência está aqui para servir os habitantes e fazer com que estejam mais perto da justiça e minorando os custos que tão injustamente têm de suportar pela sua interioridade”.

 

Fonte: mediotejo.net

“Folclore no Centro”: muito público comprova sucesso da primeira edição

folclore final

O recinto do Pavilhão Desportivo da Fundada recebeu, na tarde de 14 de fevereiro, a primeira edição da iniciativa “Folclore no Centro”, que contou com as atuações de seis grupos etnográficos e de folclore de diferentes pontos do país e com várias centenas de pessoas na assistência ao longo de toda a tarde.

Organizado pela Câmara Municipal de Vila de Rei, com o apoio da Junta de Freguesia da Fundada, do Clube Cultural, Desportivo e Recreativo da Fundada e do CLDS 3G de Vila de Rei, o evento contou com a participação do Grupo Folclórico e Cultural da Boavista – Portalegre, Grupo de Folclore das Terras da Nóbrega – Alto Minho, Rancho Etnográfico de Idanha-a-Nova, Rancho Etnográfico de Cernache do Bonjardim, Rancho Folclórico da Casa do Povo do Pego – Abrantes e Rancho Folclórico da Fundada.

O Presidente da Câmara Municipal de Vila de Rei, Ricardo Aires, marcou presença no evento e destacou “o sucesso, comprovado pelo muito público presente, desta primeira edição da iniciativa ‘Folclore no Centro’. O objetivo de valorizar e estimular o gosto pela cultura popular e pelas tradições locais foi conseguido e esperamos, nas próximas edições desta iniciativa, continuar a preservar esta tradição tão típica do nosso País.” 

GALERIA DE FOTOS

cpcj banco voluntariado  prot civil2 logoPinhalMaior
  Logo-Turismo  LogoMT  

Esta página requer cookies para o seu bom funcionamento. Para mais informações consulte a politica de privacidade. Politica de privacidade .

Aceitar utilização de cookies
Politica de cookies