Vila de Rei novamente em destaque no Anuário Financeiro dos Municípios Portugueses

anuario financeiro

Vila de Rei volta a estar em destaque no Anuário Financeiro dos Municípios Portugueses 2017, figurando entre os 100 Municípios com melhor eficiência financeira, onde, de acordo com o próprio Anuário, “de forma global, os Municípios de pequena dimensão são os que têm mais dificuldades em integrar o ranking dos 100 Melhores Municípios em termos financeiros, justificado essencialmente pelo baixo valor de receitas provenientes de impostos.”

Esta entrada no top 100, representa uma subida de 28 lugares no ranking dos concelhos de pequena dimensão (menos de 20.000 habitantes), passando do 77º lugar em 2015 para o 49º em 2016. Dos concelhos limítrofes, apenas somos acompanhados por Ferreira do Zêzere (51º) e Abrantes (20º entre os concelhos de média dimensão).

Vila de Rei mantém igualmente a terceira posição (obtida no último ano) entre os Municípios mais financeiramente eficientes do distrito de Castelo Branco (segundo entre os distritos de pequena dimensão). De entre os concelhos integrantes da Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo, Vila de Rei surge na segunda posição, sendo o primeiro classificado entre os Municípios de pequena dimensão.

Entre os diversos indicadores analisados destaca-se a inversão registada na diferença entre a execução da receita liquidada e a execução da despesa assumida em 10,9p.p., quando em 2015 se tinha registado uma diferença de -3.9p.p., revelando assim assertividade na adequação das despesas ao nível das receitas.

Ao longo das perto de 400 páginas do Anuário Financeiro, a OCC analisa a saúde financeira dos municípios portugueses com base nos mais diversos parâmetros. O documento completo pode ser consultado em https://www.occ.pt/pt/noticias/disponivel-anuario-financeiro-dos-municipios-portugueses-2016/

O Presidente do Município de Vila de Rei, Ricardo Aires, destaca que “os dados apresentados pelo Anuário Financeiro dos Municípios Portugueses são mais uma prova que este executivo tem conseguido consolidar as suas contas e apresentar uma boa saúde financeira. A entrada nos primeiros 100 lugares do ranking é um motivo de orgulho para a Autarquia e uma confirmação adicional do trabalho realizado.”

Esta página requer cookies para o seu bom funcionamento. Para mais informações consulte a politica de privacidade. Politica de privacidade .

Aceitar utilização de cookies
Politica de cookies