“Caminhos da Água”: projetos culturais foram sucesso em Vila de Rei

drama beico final

Vila de Rei foi um dos sete Municípios integrantes da Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo que participaram na criação de uma programação cultural em rede, de 13 a 16 de julho, com vista à promoção turística da região. O Município Vilarregense recebeu quatro espetáculos, em alguns dos principais pontos culturais e turísticos do Concelho, que receberam muitos elogios do muito público presente na assistência.

Durante os quatro dias dos “Caminhos da Água”, a Igreja da Misericórdia recebeu a criação do “Percurso Artístico – Sonoscopia”, num projeto desenvolvido por Gustavo Santos. Com uma sessão diária, os participantes tiveram a oportunidade de percorrer um Percurso elaborado através de diferentes sons recolhidos em pontos do Concelho Vilarregense, que permitiram a criação de um mapa sonoro/composição com paisagens sonoras.

Na noite de 13 de julho, no Centro Geodésico de Portugal, teve lugar o “Concerto para Estrelas”, dinamizado pelo Teatro do Frio. A iniciativa contou com a participação de 70 pessoas – o número máximo de participantes que o concerto poderia acolher - e proporcionou que o público pudesse desfrutar de uma experiência imersiva, através de auscultadores distribuídos no local, comandada por sons, palavras e contemplação.

No dia seguinte, a 13 de julho, foi a vez da Praia Fluvial do Penedo Furado receber os “Caminhos da Água”, com a apresentação do espetáculo de Teatro de Rua “Carripana”, pelo grupo LAMA. A peça contou as peripécias e as aventuras de um homem e uma mulher que percorrer o mundo a dançar, tendo como palco a sua carrinha Berlingo, e proporcionou momentos bastante divertidos ao público que se juntou para assistir.

Na tarde de 16 de julho, a Praia Fluvial do Bostelim recebeu o concerto da banda “Drama & Beiço”, que, no seu estilo de “arruada”, ofereceu um espetáculo que primou pelo divertimento e que foi unanimemente do agrado de todo o público presente.

O Presidente do Município de Vila de Rei, Ricardo Aires, adiantou que “para além de inovador, o projeto dos ‘Caminhos de Água’ foi um projeto que marca a programação cultural em rede dos Municípios integrantes na CIMT, proporcionando uma oferta cultural diversa e de qualidade. Para além disso, ao realizarmos os eventos em locais com relevância turística, contamos também promover e divulgar o nosso património, numa medida que reforça a aposta no turismo como importante meio de desenvolvimento da região.”

carripana final

Esta página requer cookies para o seu bom funcionamento. Para mais informações consulte a politica de privacidade. Politica de privacidade .

Aceitar utilização de cookies
Politica de cookies